Foi publicado o acórdão n° 9303-011.464, proferido pela 3ª Turma da Câmara Superior de Recursos Fiscais (CSRF) que, por voto de qualidade, reconheceu o direito de uma empresa do setor de açúcar e álcool a se apropriar de créditos de PIS/Cofins sobre os gastos de armazenagem de produtos acabados. 

No caso concreto, a empresa autuada alegou que o armazenamento dos produtos antes da sua comercialização é etapa fundamental à manutenção das suas atividades, sendo passível de créditos das contribuições por força do art. 3°, IX das Leis 10.833/2003 e 10.637/2002.

O julgamento terminou empatado e, por voto de qualidade, prevaleceu o entendimento pró-contribuinte (art. 19-E da Lei 10.522/2002, acrescido pelo art. 28 da Lei 13.988/2020) para assegurar o direito ao crédito. Os conselheiros tomaram por base precedente do Superior Tribunal de Justiça de 2018 (REsp 1.221.170), que definiu o conceito de insumo como “tudo aquilo que for essencial para o exercício de sua atividade econômica”.

Para saber mais, consulte nossa equipe.

Rua Flórida, nº 1.821, 11º andar | Brooklin
CEP 04565-906 | São Paulo/SP
Tel. +55 11 5505-4777
contato@crespogregio.com.br
www.crespogregio.com.br