Nesta madrugada o Supremo Tribunal Federal finalizou o julgamento do RE nº 576.967 e decidiu que é inconstitucional a cobrança de contribuição previdenciária sobre o salário-maternidade.

Para o Relator do recurso, Ministro Luís Roberto Barroso, o salário-maternidade não é ganho habitual, tampouco contraprestação pelo trabalho, o que afasta a possibilidade de tributação.

Aguarda-se a publicação da ata de julgamento ou do acórdão.

Recomendamos o ajuizamento de ação para garantir o direito de deixar de recolher a contribuição e reaver o que foi pago a maior no passado.

Para maiores informações consulte nossa equipe.

  

Rua Flórida, nº 1.821, 11º andar | Brooklin
CEP 04565-906 | São Paulo/SP
Tel. +55 11 5505-4777
contato@crespogregio.com.br
www.crespogregio.com.br